Submarine

Depois de ter ouvido a recomendação de um amigo (há um bom tempo atrás), finalmente assisti a Submarine.

E, gostei. Não é o melhor filme do mundo. Mas é diferente. E, acho que era exatamente isso que o diretor Richard Ayoade queria.

Submarine conta a história de Oliver Tate (Craig Roberts), um adolescente um tanto obsessivo, que tem que lidar com sua falta de popularidade, uma primeira namorada, Jordana (Yasmin Paige), e a possibilidade de seus pais, Loyd (Noah Taylor de Tom Rider – 2001) e Jill (Sally Hawkins de Educação – 2009), se separarem, algo que ele tenta evitar a todo custo.

Um humor peculiar, devido às ações non-sense do protagonista, uma fotografia muito bonita e uma ótima trilha sonora, são os guias dessa história e do filme do diretor estreante.

Pra mim, o enredo em si, não tem nada de inovador: adolescente com problemas. Mas gosto da forma como a história de desenvolve, e acabamos vendo que os personagens são muito mais profundos. O que pode ser uma alusão ao título do filme, os personagens são como submarinos, e só enxergam um pedacinho um do outro. Todos aparentam algo, mas lá no fundo são diferentes, tem suas angustias e problemas, por mais bobos que esses possam parecer ao telespectador.

Apesar de ter lido muita gente dizendo que acha o tipo de fotografia do filme, e o estilo de filmagem, com uma cara de Cult, e filme “descoladinho”, e por causa disso, não gostou. Eu acho que combinou bem com a história, aquele ar meio de embaçado, e antigo, com cor desbotada, dando destaque para algumas coisas.

Por falar em cor, e em destaque, achei muito bacana e interessante a divisão por capítulos, que em cada um focava especificamente em um “problema” ou experiência que está sendo vivida pelo protagonista, e personagens através das cores que também estão presentes no cartaz e capa do filme. Podemos ver que as cenas que envolvem família, ganham uma tonalidade amarelada, que acaba personificando os conflitos relacionados aos pais do protagonista e a família de sua namorada. Já nas cenas com sua namorada, as cenas não são lá muito coloridas, mas se sobressaem os tons de vermelho (até pelo fato da menina estar sempre com um casado dessa cor), que sempre é uma cor que representa amor, e outros sentimentos. Os tons de cinza-azulado desbotado ficam, então, para as cenas onde o personagem se encontra só com seus pensamentos e problemas, lidando com eles a sua maneira.

Deixo para vocês os trailers do filme!

Até a próxima sessão!

Links que contribuíram para esse post: http://www.imdb.com/title/tt1440292/http://www.youtube.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s