Twin Peaks O Retorno – Minhas impressões sobre a nova temporada

Como todo épico, antes de existir já se transforma em lenda pelo trabalho hercúleo. No primeiro post que fizemos sobre a volta de Twin Peaks, haviam apenas anunciado um mini-retorno da série com uma terceira temporada. De lá pra cá, … Continuar lendo Twin Peaks O Retorno – Minhas impressões sobre a nova temporada

True Detective – uma série memorável

True Detective é uma daquelas coisas tão meteóricas que é difícil tentar entender o sucesso. Fala sério, quantas séries alcançam este status hype tão rápido? Mesmo séries que se consagraram, como The Wire, Breaking Bad, entre outras, engatinharam no início pra poder chutar o balde no final; muitas delas, inclusive, sofrendo ameaças de cancelamento porque “não estavam agradando o público“, como o próprio caso de Seinfield, que tardiamente foi considerada a melhor série de comédia de todos os tempos. E aí veio True Detective que, em dois ou três episódios, já havia alcançado uma aura de cult que muitas outras … Continuar lendo True Detective – uma série memorável

Voltamos de viagem!

Voltamos, voltamos, voltamos! Mais um carnaval se vai e nós estamos de volta. Com mais críticas, mais assuntos e mais listas, este ano terá muita novidade. Infelizmente, por uma triste ironia de datas, o carnaval este ano caiu junto com o Oscar e, obviamente, não postamos nada sobre o assunto. Para comunicar nossa volta e não deixar o post vazio, então, seguimos com uma listinha – atrasada, eu sei! – dos vencedores do maior prêmio do cinema. Segue, com os vencedores em negrito: Melhor Filme: 12 anos de escravidão Gravidade Trapaça Capitão Phillips Clube de compras Dallas Ela Nebraska Philomena … Continuar lendo Voltamos de viagem!

Elefante

Um filme polêmico em todos os sentidos, hoje vamos falar sobre o ótimo e bizarro Elefante; projeto bem antigo do conceituado diretor Gus Van Sant, conhecido por filmes como Paranoid Park, Milk, entre outros também aclamados e cheios de discussões, o diretor segue a risca uma carteirinha de experimentações pouco usuais mas que, geralmente, nos trazem resultados fantásticos em suas obras. E, exemplo mais do que perfeito é o filme de hoje:

Elephant_movie_poster

Mas, antes de falar propriamente sobre Elefante, devemos lembrar um pouco sobre o próprio diretor que, por muitas vezes, dirige seus filmes de uma maneira muito peculiar. Isto porque, antes de tudo, Gus Van Sant é um daqueles diretores experimentalistas, que gosta de aplicar novas formas de dirigir, enquadrar, desenvolver personagens e roteiros, enfim, um cara que transforma pequenos detalhes em “grandes situações” dado o alto grau de excentricidade; formado em Rhode Island School of Design – conhecida escola de artes experimentais – já participou de projetos que você nem deve saber. Gus Van Sant, por exemplo, dirigiu clipes! Isto mesmo! E, dentre eles, constam clipes famosos como Under the Bridge, do Red Hot e Weird, dos Hansons. E, justo por sua formação e suas experiências, Gus Van Sant, as vezes, opta por trabalhos não tão convencionais como se imagina. Como o caso de Paranoid Park, um filme com uma montagem não-linear e segmento de história um tanto quanto diferente – ainda que o assunto seja relativamente simples (dois jovens andando de skate, envolvidos em um possível assassinato). Assim como também nos seus clipes e, também, em Elefante, o diretor pretende trazer algum de novo sempre; mesmo que o assunto propriamente não seja uma novidade.

Continuar lendo “Elefante”