E se Zack Snyder dirigisse O Apanhador no Campo de Centeio?

Recentemente saiu o trailer do Liga da Justiça, dirigido por Zack Snyder e, tal qual se esperava, alguns de seus elementos estéticos mais comuns em – basicamente todos – seus filmes estavam presentes: o lado sombrio, as cenas de ação … Continuar lendo E se Zack Snyder dirigisse O Apanhador no Campo de Centeio?

Drops: Extraordinary Tales – Curtas de Animação baseados em Poe

Como faz muito tempo que não rolam algumas dicas aqui e, como eu acho que deveriam rolar mais dicas sem a necessidade de críticas, o que eu quero dizer para vocês, caros leitores, é que ASSISTAM AGORA MESMO o filme … Continuar lendo Drops: Extraordinary Tales – Curtas de Animação baseados em Poe

Voltamos de viagem!

Voltamos, voltamos, voltamos! Mais um carnaval se vai e nós estamos de volta. Com mais críticas, mais assuntos e mais listas, este ano terá muita novidade. Infelizmente, por uma triste ironia de datas, o carnaval este ano caiu junto com o Oscar e, obviamente, não postamos nada sobre o assunto. Para comunicar nossa volta e não deixar o post vazio, então, seguimos com uma listinha – atrasada, eu sei! – dos vencedores do maior prêmio do cinema. Segue, com os vencedores em negrito: Melhor Filme: 12 anos de escravidão Gravidade Trapaça Capitão Phillips Clube de compras Dallas Ela Nebraska Philomena … Continuar lendo Voltamos de viagem!

Elefante

Um filme polêmico em todos os sentidos, hoje vamos falar sobre o ótimo e bizarro Elefante; projeto bem antigo do conceituado diretor Gus Van Sant, conhecido por filmes como Paranoid Park, Milk, entre outros também aclamados e cheios de discussões, o diretor segue a risca uma carteirinha de experimentações pouco usuais mas que, geralmente, nos trazem resultados fantásticos em suas obras. E, exemplo mais do que perfeito é o filme de hoje:

Elephant_movie_poster

Mas, antes de falar propriamente sobre Elefante, devemos lembrar um pouco sobre o próprio diretor que, por muitas vezes, dirige seus filmes de uma maneira muito peculiar. Isto porque, antes de tudo, Gus Van Sant é um daqueles diretores experimentalistas, que gosta de aplicar novas formas de dirigir, enquadrar, desenvolver personagens e roteiros, enfim, um cara que transforma pequenos detalhes em “grandes situações” dado o alto grau de excentricidade; formado em Rhode Island School of Design – conhecida escola de artes experimentais – já participou de projetos que você nem deve saber. Gus Van Sant, por exemplo, dirigiu clipes! Isto mesmo! E, dentre eles, constam clipes famosos como Under the Bridge, do Red Hot e Weird, dos Hansons. E, justo por sua formação e suas experiências, Gus Van Sant, as vezes, opta por trabalhos não tão convencionais como se imagina. Como o caso de Paranoid Park, um filme com uma montagem não-linear e segmento de história um tanto quanto diferente – ainda que o assunto seja relativamente simples (dois jovens andando de skate, envolvidos em um possível assassinato). Assim como também nos seus clipes e, também, em Elefante, o diretor pretende trazer algum de novo sempre; mesmo que o assunto propriamente não seja uma novidade.

Continuar lendo “Elefante”

7 atores que sempre vivem os mesmos personagens

Vocês nunca repararam isto? Há determinados atores que, aparentemente, SEMPRE vivem os mesmos personagens. Não importa o filme, não importa o que façam, ainda assim, são sempre a mesma figura, repetindo constantemente o mesmo papel, apenas com detalhes diferentes. E … Continuar lendo 7 atores que sempre vivem os mesmos personagens

Moon – Lunar

[Atenção: este post contém SPOILERS. Portanto, se você não viu o filme, talvez seja bom evitar.] Bom dia, caros leitores. Neste dia de hoje viemos aqui falar de um filme relativamente desconhecido mas aclamado pela crítica: Moon (ou, no Brasil, Lunar). Originalmente publicado em 2009, Moon é escrito e dirigido pelo diretor Duncan Jones e conta uma história um tanto quanto peculiar. Num futuro próximo, uma empresa de energia utiliza escavações em uma base lunar para poder produzir uma forma de Hélio, através das rochas do lado escuro da Lua. Através disso, o Hélio é enviado à Terra e, este, … Continuar lendo Moon – Lunar

Repulsion, de Polanski

large_repulsion_blu-ray2x1

Polanski é um grande diretor. Embora as polêmicas pessoais envolvendo processos com menores de idade e o drama de sua esposa assassinada (a famosa Sharon Tate, no conhecido caso de Charles Manson e seus seguidores), ainda assim, o diretor se sobressai e consegue ser mais importante pelos seus filmes do que pelos fatos da sua vida fora do cinema. É o responsável pela aclamada trilogia do apartamento, onde gravou 3 filmes distintos com uma temática envolvendo o terror e suspense de personagens reclusos em suas próprias casas, enlouquecendo aos poucos. Dentre os três filmes, o de maior destaque é o famosíssimo O bebê de Rosemary, elogiado pela crítica e considerado um dos melhores filmes de terror até hoje. Mas, não só ele, há também o igualmente fantástico O inquilino e, por último, o filme que falaremos hoje, aqui: Repulsion (ou, na horrenda tradução nacional, Repulsa ao Sexo).

Continuar lendo “Repulsion, de Polanski”

O cinema e o plágio, parte 2

minesweeper-the-movie

Pois é, pessoal. Para quem bem se lembra, nós já havíamos comentado sobre o fato do cinema frequentemente copiar a sua própria comunicação em um post bem antigo, mostrando os vários tipos de posters que são praticamente iguais. Mas, não só isto, vocês já repararam como os trailers também são incrivelmente “formulaicos”? Esta pequena paródia do site College Humor faz uma brincadeira com o antigo jogo de Windows, conhecido como Minesweeper:

Continuar lendo “O cinema e o plágio, parte 2”

O reino dos gatos

QualitŽ: deuxime gŽnŽration.   Titre: Le Royaume Des Chats.

Semana passada, acabei vendo a animação “O Reino dos Gatos”. Para quem não conhece, a animação foi feita pelo estúdio Ghibli, o mesmo do premiado filme A Viagem de Chiriro.

Na trama de o Reino dos Gatos, vemos a história de Haru, uma estudante que salva a vida de um gato. Logo após o salvamento, Haru acaba descobrindo que aquele gato é um membro da realeza do Reino dos Gatos e acaba convidando a humana a conhecer o seu reino. Reino, este, com uma relação conturbada entre os nobres felinos e felinos plebeus, que desconfiam da índole do rei.

Como as outras produções do estúdio, tal qual outros animes japoneses, mesmo com uma história teoricamente relaxante, de um mundo repleto de gatos e da delicadeza felina, ainda assim, o filme não é o que parece. Com um começo tranquilo e um enredo aparentemente simples, em poucos minutos, percebemos que logo a aventura se desenrola em um grande universo de ação e de muitos elementos de pura intensidade.

Continuar lendo “O reino dos gatos”

Império dos Sonhos, de Lynch

A brilhante viagem do surrealismo onírico de Lynch finalmente chega ao seu ponto mais complexo.

inland-empire

Quem já viu Estrada Perdida, ou Cidade dos Sonhos, conhece o universo surrealista onírico que Lynch descreve; por hora, em (quase) todas suas obras, a não-linearidade se mostra presente em algum aspecto. Mas, foram nestes 3 filmes aonde Lynch explorou seu trabalho com mais liberdade. E a evolução, ao longo de cada uma, é visível até para os olhos mais leigos.

Continuar lendo “Império dos Sonhos, de Lynch”

100 imagens que marcaram o cinema

robocop-schenk-padilha

O cinema é a arte de contar uma história através de imagens em movimento. O que seria do cinema sem as imagens, afinal? A grande graça – e trabalho – dos artistas está justamente em se adequar a tela; tanto diretores ao fazer a fotografia, captar os melhores ângulos, as melhores montagens, quanto atores, em parecer convincente o suficiente para a obra ficar esteticamente bonita.

Mas, e se pudéssemos escolher as imagens do cinema que mais nos marcaram? O Próxima Sessão fez isto! Escolhemos as 100 imagens mais marcantes do cinema e postamos aqui, para vocês, na íntegra. Segue:

Continuar lendo “100 imagens que marcaram o cinema”

As 25 melhores cenas não planejadas

Bom Dia, amantes do cinema!

cena-do-filme-tubarao-de-steven-spielberg-1350601497228_956x500Esta semana o blog virá com muitas novidades! Temos o Oscar, uma crítica sobre um filme, mas para começar curtinho e pra galera não se perder muito, vai uma singela homenagem que eu achei na internet estes dias.

Um pequeno vídeo que contém as 25 melhores cenas “não ensaiadas” do cinema. Aqueles momentos aonde o ator, ou atores, começaram a improvisar e que saíram melhores do que a encomenda. Para ver, só clicar abaixo!

Continuar lendo “As 25 melhores cenas não planejadas”

Os 5 melhores filmes handmade

Ok, eu confesso que eu não sei se é este o nome, mas tudo bem, vá lá. Na falta de uma nomenclatura correta, resolvi usar o termo “handmade” (ou algo como, “feito a mão”) para descrever estes filmes que entupiram as estreias nos últimos anos. Aqueles famosos filmes pseudo-documentários, ao qual supostamente são feitos para imitar uma gravação real, que explodiram como sucesso depois do fenômeno “A bruxa de Blair”.

Eu sou muito fã desse tipo de filme, dos mais ruins aos mais ousados, então, por isso, resolvi desenvolver a minha lista com os 5 melhores filmes do gênero. Segue:

Continuar lendo “Os 5 melhores filmes handmade”

Alfabeto de Filmes

Entre os vários motivos que tinha para fazer um Facebook pra mim, um deles foi o fato de que, tendo um perfil na rede do Mark Zuckerberg, eu poderia entrar no Pinterest. Adoro o Pinterest, fico horas lá se deixar. E, para quem não conhece, a rede só trabalha com imagens, você entra, monta seus murais, e a partir daí coloca em cada mural a imagem que desejar; sendo que o link da onde ela vem, continua.

Bom, mas o fato é que, no Pinterest, eu acabei descobrindo o trabalho da Wildish & Co., que é um estúdio de design do Reino Unido que tem trabalhos muito legais! Mas eu acabei conhecendo um projeto deles, o ‘Friday Project’, que tem como objetivo toda sexta-feira criar uma coisa diferente, divertida, mas pensando no design também. E, dentro desse projeto está o ‘The Film Alphabets’, ou alfabeto de filmes, que é o que eu trago para vocês! Continuar lendo “Alfabeto de Filmes”

Drops: visual do novo Robocop, bizarro

O remake do Robocop, que José Padilha está fazendo, teve o visual do personagem principal divulgado. Mal começaram a gravar no Canadá e as imagens já vazaram pela internet, pelo site Comingsoon.

Ao que parece, Padilha remodelou todo o policial, que ficou com um visual futurista que, ao meu ver, descaracterizou completamente. Parece uma mistura de Thron com Sauron, uma roupa muito apertada e armadura completamente diferente do que estávamos acostumados a ver. Uma pena, porque queria ver este remake, mas já me decepcionei.

Seguem, as fotos:

Continuar lendo “Drops: visual do novo Robocop, bizarro”

Drops: Mais de O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Eu sei, eu sei, só dá ele aqui no blog e em todos os outros lugares que falam sobre cinema.

Semana passada, trouxemos novos posters do novo filme do Homem Morcego, hoje, mais imagens, novo trailer e banners! É para enlouquecer os fãs, e deixa-los contando os dias para a estreia do aguardadíssimo filme!

Então, vamos ao que interessa! Continuar lendo “Drops: Mais de O Cavaleiro das Trevas Ressurge”

Festival de Cannes – Vencedores

Na semana passada, terminou a 65ª edição de Festival de Cinema de Cannes. Os detalhes pré-evento, vocês já leram aqui no blog, inclusive com a lista de indicados a Palma de Ouro.

Mas, como os vencedores só foram anunciados nesse ultimo domingo, 27, viemos trazer para vocês o pós-evento, ou melhor, os ganhadores de um dos prêmios mais desejados e prestigiados de todos.

O diretor brasileiro, Walter Salles, acabou não levando nenhum prêmio com o filme On The Road, mesmo com toda a torcida brasileira. “Amour”, filme que levou o prêmio máximo do festival, mostra um retrato contido da doença e morte de uma mulher idosa e de como o marido lidou com isso.

Agora vamos a lista com todos os premiados do festival!

Continuar lendo “Festival de Cannes – Vencedores”

Drops: Marvel disponibiliza quadrinhos online

No começo desse mês a Marvel passou a disponibilizar suas histórias em quadrinho, em seu site, para qualquer pessoa ler. Das mais antigas as mais atuais, de todos os personagens super-heróis da editora, são 268 histórias totalmente gratuitas! Estão todas lá, prontinhas para ler e se divertir! Continuar lendo “Drops: Marvel disponibiliza quadrinhos online”

Drops: Débi e Lóide 2

Pois é, meus amigos!

O filme mais estúpido e engraçado dos anos 90, ao que parece, voltará para as telonas…com os atores originais da dupla!
Segundo o que consta no site do pessoal do Omelete, parece que o diretor, inclusive, já indicou o início do novo projeto para o mês de Setembro.

Para celebrar uma das melhores uniões da história, com um dos filmes de humor pastelão mais engraçados já feitos, uma breve homenagem com as melhores cenas do original:

Continuar lendo “Drops: Débi e Lóide 2”

As 5 piores continuações que eu já vi

Seguindo o post sobre as continuações sem nenhuma lógica aparente, só para gerar uma renda extra para meia dúzia de exploradores, resolvi postar, então, as 5 continuações mais horríveis que eu já tive o desprazer de ver.

Vale lembrar que eu desconsiderei continuações puramente nonsense, como o caso dos Jasons da vida, porque perder o tempo comentando sobre elas seria demais.

Continuar lendo “As 5 piores continuações que eu já vi”

Filmes e suas continuações

Não tenho nada contra sequências cinematográficas. Somente quando desnecessárias, que quase sempre são.

Após dar uma volta por alguns sites relacionados ao assunto, e ver a quantidade absurda de continuações que estão saindo, sendo produzidas, ou estudadas para serem produzidas é algo que me decepciona, de certa forma.

Não que eu seja contra sequências, acho que quando tem um nexo e um porquê de existirem são totalmente válidas e construtivas para o mundo cinematográfico. Porém quando são feitas, só por que o primeiro deu certo e fez sucesso, por exemplo, não passam de uma grande perda de dinheiro e tempo. Além de queimar o primeiro filme. Isso, pra mim, é falta de criatividade e algo que visa somente o lucro (o que muitas vezes não acontece, visto que a sequencia é uma grande porcaria).

Filmes como Senhor dos Anéis, Harry Potter, Saga Crepúsculo, são totalmente aceitáveis. Não vou citar os filmes do Batman (todos os que foram produzidos até hoje), por exemplo, pois não se tratam exatamente de uma sequência, embora a trilogia de Nolan se encaixe nesse aspecto, mas por um filme ser tão diferente do outro, as “continuações” são totalmente válidas.

Continuar lendo “Filmes e suas continuações”

Heavy Metal

Quem aqui já viu este desenho? Admirado por uns, odiado por outros, uma obra que fez muitos amigos e muitos inimigos. Heavy Metal, um dos primeiros longas de animação com um direcionamento mais adulto.

A história trata sobre um objeto (uma bola verde) oriundo do espaço e que para na Terra, vindo nas mãos de um astronauta – em um carro – e que presenteia a filha com o mesmo. Daí em diante, o filme roda sobre um monte de pequenos curtas, cada qual sem nenhuma ligação aparente, mas todos mostrando como esta bola verde é o ser mais malvado da galáxia.

Continuar lendo “Heavy Metal”