Black Starman Bowie – ou: porque perdemos a maior estrela do século

Eu demorei para escrever este texto por vários motivos e, dentre eles, alguns principais: o fato de estar, mais uma vez, postando simultaneamente em dois blogs – o que me levava a tratar sobre o mesmo tema com duas razões … Continuar lendo Black Starman Bowie – ou: porque perdemos a maior estrela do século

Elefante

Um filme polêmico em todos os sentidos, hoje vamos falar sobre o ótimo e bizarro Elefante; projeto bem antigo do conceituado diretor Gus Van Sant, conhecido por filmes como Paranoid Park, Milk, entre outros também aclamados e cheios de discussões, o diretor segue a risca uma carteirinha de experimentações pouco usuais mas que, geralmente, nos trazem resultados fantásticos em suas obras. E, exemplo mais do que perfeito é o filme de hoje:

Elephant_movie_poster

Mas, antes de falar propriamente sobre Elefante, devemos lembrar um pouco sobre o próprio diretor que, por muitas vezes, dirige seus filmes de uma maneira muito peculiar. Isto porque, antes de tudo, Gus Van Sant é um daqueles diretores experimentalistas, que gosta de aplicar novas formas de dirigir, enquadrar, desenvolver personagens e roteiros, enfim, um cara que transforma pequenos detalhes em “grandes situações” dado o alto grau de excentricidade; formado em Rhode Island School of Design – conhecida escola de artes experimentais – já participou de projetos que você nem deve saber. Gus Van Sant, por exemplo, dirigiu clipes! Isto mesmo! E, dentre eles, constam clipes famosos como Under the Bridge, do Red Hot e Weird, dos Hansons. E, justo por sua formação e suas experiências, Gus Van Sant, as vezes, opta por trabalhos não tão convencionais como se imagina. Como o caso de Paranoid Park, um filme com uma montagem não-linear e segmento de história um tanto quanto diferente – ainda que o assunto seja relativamente simples (dois jovens andando de skate, envolvidos em um possível assassinato). Assim como também nos seus clipes e, também, em Elefante, o diretor pretende trazer algum de novo sempre; mesmo que o assunto propriamente não seja uma novidade.

Continuar lendo “Elefante”

This is the end

Pois é, caros leitores. Voltamos de viagem e, não só isto, com uma crítica prontinha. Crítica, esta, sobre o novo filme de Seth Rogen e James Franco, conhecido como This is The End. Em mais uma comédia e também com o apoio de outros atores, como Michael Cera, Emma Watson, Jonah Hill, Jay Baruchel, entre outros, o filme se desenvolve de uma maneira muito peculiar e criativa, funcionando muito bem como uma diversão descompromissada e criativa. A história gira em torno dos atores interpretando a eles mesmos, como se não fossem de fato personagens, vivendo uma festa na casa de … Continuar lendo This is the end

Repulsion, de Polanski

large_repulsion_blu-ray2x1

Polanski é um grande diretor. Embora as polêmicas pessoais envolvendo processos com menores de idade e o drama de sua esposa assassinada (a famosa Sharon Tate, no conhecido caso de Charles Manson e seus seguidores), ainda assim, o diretor se sobressai e consegue ser mais importante pelos seus filmes do que pelos fatos da sua vida fora do cinema. É o responsável pela aclamada trilogia do apartamento, onde gravou 3 filmes distintos com uma temática envolvendo o terror e suspense de personagens reclusos em suas próprias casas, enlouquecendo aos poucos. Dentre os três filmes, o de maior destaque é o famosíssimo O bebê de Rosemary, elogiado pela crítica e considerado um dos melhores filmes de terror até hoje. Mas, não só ele, há também o igualmente fantástico O inquilino e, por último, o filme que falaremos hoje, aqui: Repulsion (ou, na horrenda tradução nacional, Repulsa ao Sexo).

Continuar lendo “Repulsion, de Polanski”

Drops – Capas de Harry Potter rejeitadas

Eu sei, minha gente, Harry Potter é um livro, um ícone da história literária moderna, mas qual o problema de falar dele aqui? Este foi um link que eu achei muito bacana e gostaria de compartilhar, até porque provavelmente muitas destas imagens serviram de inspiração, também, para o personagem do cinema. Inclusive sobre locações e outros momentos da história do filme.

Estão aí as capas de Harry Potter que acabaram sendo rejeitadas pela editora, que ficou com as 7 capas famosas que todo mundo deve lembrar. Repare que algumas destas capas rejeitadas são muito boas mas, para não cometer algum tipo de SPOILER, provavelmente acabaram ficando em segundo plano. Seguem as imagens:

Continuar lendo “Drops – Capas de Harry Potter rejeitadas”

Cargo – um curta diferente

andy-and-ruth-cargo-tropfest

Você consegue imaginar alguém utilizar um tema que recentemente foi tão explorado – e sempre do mesmo jeito – como o caso de zumbis, mas de um jeito diferente? Pois é, aparentemente alguém pensou nisto.

Um dos finalistas do Tropfest Australia 2013, conhecido pelo nome de Cargo, conta a história de um pai tentando salvar sua filha bebê de um mundo infestado de criaturas malignas. Não há nem o que comentar, vejam vocês o resultado do trabalho dos diretores Ben Howling e Yolanda Ramke:

Continuar lendo “Cargo – um curta diferente”

100 imagens que marcaram o cinema

robocop-schenk-padilha

O cinema é a arte de contar uma história através de imagens em movimento. O que seria do cinema sem as imagens, afinal? A grande graça – e trabalho – dos artistas está justamente em se adequar a tela; tanto diretores ao fazer a fotografia, captar os melhores ângulos, as melhores montagens, quanto atores, em parecer convincente o suficiente para a obra ficar esteticamente bonita.

Mas, e se pudéssemos escolher as imagens do cinema que mais nos marcaram? O Próxima Sessão fez isto! Escolhemos as 100 imagens mais marcantes do cinema e postamos aqui, para vocês, na íntegra. Segue:

Continuar lendo “100 imagens que marcaram o cinema”

Drops: Paperman

Paperman01

Bom, galera, pra quem não percebeu, não se posta nada no blog há mais de uma semana! Isto, porque estamos viajando e só voltamos após o carnaval.

Sem muita demora, porque acredito que todo mundo já esteja em clima de festas, só para não deixar o blog vazio, disponibilizamos aqui um pequeno – porém fantástico – curta da Disney, conhecido como Paperman. Vejam abaixo!

Continuar lendo “Drops: Paperman”

Drops: Toy Story refilmado

293577_429347213802160_557900506_n_large_verge_medium_landscape

Que?? Como assim??

Imagino que sejam essas as perguntas que vocês estão se fazendo ao ler o título desse post! Mas, fiquem calmos, essa foi só uma ideia genial que dois fãs tiveram e colocaram em prática!

Jonason Pauley (17 anos) e Jesse Perrotta (18 anos), começaram em 2010 a fazer uma versão caseira do filme original, utilizando bonecos e atores (na verdade, amigos deles) de verdade. Agora, em 2013, concluíram o projeto e disponibilizaram via Youtube. O mais bacana de tudo é que, aparentemente, a Pixar “apoiou” o projeto, aonde os dois foram até o estúdio, inclusive, e receberam o aval para poder divulga-lo por aí.

Continuar lendo “Drops: Toy Story refilmado”

Ano Novo, drops de férias

ferias+havai1Como perceberam, o ritmo das postagens diminuiu nos últimos tempos. Isto, graças ao final de ano que é sempre a mesma correria habitual, não sobrando muito tempo para que se possa escrever no blog.

Para não passar em branco nesta época de comemorações, gostaríamos de desejar uma ótima virada de ano para todos aqueles que nos acompanham e que 2013 seja um ano de muitas realizações para vocês. E, para uma última risada de 2012, fiquem com um dos curtas do filme Toy Story, chamado de “Férias no Havaí”, que se passa após os acontecimentos do último filme da série, Toy Story 3.

Boas Festas!

Continuar lendo “Ano Novo, drops de férias”

Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos

Nas ultimas 3 semanas assisti a uns 10 filmes. Porém somente um ou outro me chamaram atenção, e é por isso que acabei não colocando nenhum deles aqui no blog. Mas como acredito que a opinião, independente de eu ter achado o filme bom ou ruim, merece e deve entrar aqui. E é esse o caso do filme que vou falar hoje.

Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos. Ou não. O filme, de 2010, do diretor Woody Allen não me conquistou e nem me marcou, mas acho que seria injusto não coloca-lo aqui.

Continuar lendo “Você Vai Conhecer o Homem dos Seus Sonhos”

The Football Factory

Este é o filme absoluto sobre futebol. Fuja de todos os outros, porque aqui estamos falando como as coisas acontecem de fato. A realidade a flor da pele.

Quando falamos de filmes de futebol, sempre temos exemplos que pecam em algumas coisas. Ou o filme se apega muito à prática do esporte em si, esquecendo de todo universo que envolve a “cultura torcedora”, ou então romantiza demais o ato de torcer, tornando tudo excessivamente piegas. E é por isso que merecemos dar destaque a esta obra em questão.

O filme, dirigido por Nick Love, conta a história do livro homônimo de John King. Nele, temos a história de Tommy Johnson (Danny Dyer), um torcedor do Chelsea envolvido no universo dos hooligans ingleses, que aparentemente começa a ter sonhos estranhos sobre o seu futuro e as brigas ao qual o mesmo se envolve em nome do futebol. Estes sonhos, sempre guiados pelo mesmo pensamento: valeu a pena?

Continuar lendo “The Football Factory”

Guerra dos Botões

Existem algumas coisas que são boas porque são. Simples assim. Modifica-las ou aumenta-las, de fato, só estragam o conteúdo. E Guerra dos Botões é, talvez, o melhor exemplo do caso.

Neste ano, o famoso livro homônimo do francês Louis Pergaud veio a se tornar domínio público. Para quem não conhece, Guerra dos Botões relata a “guerra” (em parenteses, porque esta, apenas uma brincadeira) de duas gangues de crianças rivais, aonde o maior troféu é retirar os botões dos inimigos, de modo que os mesmos sofram, através dos pais, as broncas da roupa estragada. Ao longo da obra, claro, o intuito de Pergaud era fazer uma paródia e crítica a guerra dos adultos, contextualizada no universo infantil em forma de uma inocente brincadeira. Famoso, como era de se esperar, o fato do livro tornar-se domínio público abriu portas para diferentes artistas utilizarem-no de inspiração.

Continuar lendo “Guerra dos Botões”

Drops: Destino, de Dalí e Disney

Este é um curta recentemente lançado, baseado na obra de ambos os artistas, Salvador Dalí e Walt Disney.

Para quem não sabe, Destino era um projeto bolado pelo estúdio Disney, em parceria com Salvador Dalí, que foi iniciado entre 1945 e 1946. Fizeram alguns pilotos, esboços e tentativas, mas a obra nunca tinha saído do papel:

Continuar lendo “Drops: Destino, de Dalí e Disney”